Benjamin Clementine – CAE Figueira da Foz, 27/3/2018

Naquela noite fria de Primavera, o CAE da Figueira da Foz foi pequeno para receber aquele alien de 1,93m (mas que em palco parece ter muito mais) – de passaporte britânico mas avesso a fronteiras – um “alien of extraordinary ability”, de acordo com o visto aposto no dito passaporte à entrada dos EUA. Nunca tal expressão terá sido mais bem empregue em alguém, com toda a certeza, quanto em Benjamim Clementine.

Uma Vida Alemã – Brunhilde Pomsel (Objectiva 2017)

“(…) foi a indiferença das pessoas que permitiu que tudo acontecesse. Não quero de forma alguma associar esta realidade a pessoas específicas (…). O facto de nos sentarmos hoje de novo em frente da televisão a assistir a esta história terrível na Síria, o modo como centenas de pessoas fogem de lá. E depois não deixamos de passar alegremente o nosso serão. Não mudamos a nossa vida por causa disso.”

Montanha Russa – TNDMII, 9/3/2018

A imagem da Montanha Russa para definir a adolescência não podia ser mais feliz. Mesmo para os mais resistentes ao teatro musical (ainda que contaminados por alguns sucessos televisivos da década de 80, como a incontornável série Fame) a verdade é que entre a imagem, a simpatia e o reconhecimento que a Manuela Azevedo, dos …

Querida Ijeawele (Como Educar Para o Feminismo) – Chimamanda Ngozi Adichie (D. Quixote, 2018)

Este livro leva-nos à mais profunda reflexão sobre a discriminação de sexos. Não se deixem iludir pelo seu tamanho (94 páginas), pois é poderoso e pode ser (mais) um veículo para, um dia, daqui a duas gerações(?), chegarmos à igualdade.
Recomendo vivamente a feministas e não feministas, nem que seja pela reflexão a que nos obriga.
Leiam, mostrem aos vossos filhos e amigos, falem dele nas Escolas e vamos pensar juntos um mundo melhor.