home 45 rotações, MÚSICA Brightbird (Arjunamusic Records, 2017)

Brightbird (Arjunamusic Records, 2017)

Hoje é o dia de lançamento do álbum de estreia do trio Brightbird (Arjunamusic Records, 2017), constituído por João Paulo Esteves da Silva, Mário Franco e Samuel Rohrer, respectivamente ao piano, no contrabaixo e na bateria. Em cerca de uma hora de música, somos brindados com uma masterclass de intuição e desenvolvimento de uma ideia musical, como que por vagas, sempre com a segurança e “cobertura” de um conjunto que toca como uma unidade. Serenidade é o tom geral, o que nunca é sinónimo de unidimensionalidade ou minimalismo forçado. Os silêncios são respirados, as notas acompanhadas de leves sussurros de Esteves da Silva, como que a certificar-se que as teclas dão seguimento ao fluir da mente.

Dono de uma carreira singular, embora os créditos de composição do álbum sejam partilhados pelos três músicos, é João Paulo Esteves da Silva o leme e motor desta aventura, com a subtileza do ritmo certo no momento que o pede, o fraseado composto destoando da melodia suave e tonal, o domínio descontraído e fluido das cadências e intensidades, decompostas com mestria.

Destacar momentos entre os 13 temas é tarefa difícil, mas fica no ouvido “Renewal”, pelo sua altamente viciante melodia principal, em volta da qual se desenrola o tema com o apoio do contrabaixo e da bateria.

Em altura de festas natalícias que se avizinham, Brightbird é daquelas prendas que qualquer melómano gostará de encontrar no sapatinho. Fica a dica.

Para fazerem o download gratuito do tema de abertura “The Fireplace”, cliquem AQUI

Foto © Vitorino Coragem

Mais críticas musicais AQUI

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *