home Didascálias, TEATRO Shopping & Fucking – Auditório F. Lopes Graça, 22/11/2019

Shopping & Fucking – Auditório F. Lopes Graça, 22/11/2019

No Auditório Fernando Lopes-Graça, está em cena a peça Shopping & Fucking, com texto de Mark Ravenhill, tradução de Ana Maria Bigotte Vieira e encenação de Gonçalo Carvalho. O ambiente do auditório, sito nos jardins da Duquesa de Palmela em Cascais, é acolhedor e propício a uma nova forma de experienciar o teatro, quer pela proximidade do palco, onde tudo acontece, quer pela possibilidade de poder assistir à peça com um copo de bom vinho tinto na mão, adquirido no bar que existe no lobby à entrada. O título da peça corresponde com exactidão ao que aguarda o espectador: uma viagem alucinante, intensa e cativante pelo mundo das dependências, com a qualidade a que a Companhia de Teatro e Artes Performativas Palco 13, já nos habituou.
Não há almoços grátis! – É a moral desta peça em que acompanhamos as aventuras de três jovens, a sua luta pela sobrevivência, o desregramento, as peripécias e gentes com que o destino os faz cruzar e as inevitáveis lições e aprendizagens que eles, e também os espectadores, retiram.
A dinâmica na alteração dos cenários, feita pelos próprios actores, é soberba, realçada pelo fantástico jogo de luzes e escolha musical que, com realismo, transporta o espectador ao ambiente decadente e desenfreado da intimidade das personagens. Um sofá amovível, uma mesa que também pode ser um espelho, um guarda-roupa inteligente que permite destreza nos gestos e pôr a nu o que é posto a nu, na exacta medida entre o que choca e o que é inevitável para a dramatização da narrativa.
O sentido da vida, onde pára Deus (?) apesar das suas dádivas, o incontornável valor do dinheiro, a ética e a moral periclitantes, o valor das relações afectivas como suporte e como dependência, até onde vão e até estão dispostos a ir entre a amizade e escravidão, são os motes desta história, feita das pequenas histórias de cada personagem, que ora nos esbofeteia ora nos acaricia, com momentos de apreensão e de comédia.
O elenco (João Jesus, Joaquim Horta, Rita Tristão da Silva, Romeu Vala e Vicente Wallenstein) cumpre com distinção o grande desafio interpretativo e físico que esta peça constitui, à qual a indiferença é impossível. Não há espaços mortos nem mornos. A Palco 13 personifica um teatro excitante, bem longe da monotonia declamativa tradicional e que aconselhamos vivamente que ousem experimentar.

Shopping & Fucking está em cena até 30 de Novembro.

Mais Teatro AQUI

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *